Cerca de 200 migrantes passam posto fronteiriço de Ceuta a correr

As autoridades tinham sido avisadas para a possibilidade de uma avalancha e estavam espalhadas pelo perímetro da fronteira, mas o assalto aconteceu pela própria passagem

Cerca de 200 migrantes conseguiram atravessar esta segunda-feira o posto fronteiriço de Tarajal, em Ceuta, a correr, sem que os agentes das forças de segurança tenham conseguido evitá-lo, disse fonte da Guarda Civil.

A mesma fonte indicou à agência noticiosa espanhola EFE que a avalancha ocorreu pouco depois das 06:00 locais (05:00 em Lisboa), surpreendendo tanto as autoridades marroquinas como as espanholas.

As autoridades tinham sido avisadas para a possibilidade de uma avalancha e estavam espalhadas pelo perímetro da fronteira, mas o assalto foi pela própria passagem.

Terão sido cerca de 200 os migrantes que entraram em Espanha a partir de Marrocos, embora o número oficial deva ser fornecido pelo Centro Temporário de Imigrantes após a contagem das novas entradas.

Há apenas uma semana, depois de não se terem registado assaltos desde fevereiro, um total de 73 migrantes conseguiu entrar em território espanhol, tendo as autoridades marroquinas e espanholas conseguido travar um grupo mais numerosos de pelo menos 300.

Ler mais

Premium

Rosália Amorim

"Sem emoção não há uma boa relação"

A frase calorosa é do primeiro-ministro António Costa, na visita oficial a Angola. Foi recebido com pompa e circunstância, por oito ministros e pelo governador do banco central e com honras de parada militar. Em África a simbologia desta grande receção foi marcante e é verdadeiramente importante. Angola demonstrou, para dentro e para fora, que Portugal continua a ser um parceiro importante. Ontem, o encontro previsto com João Lourenço foi igualmente simbólico e relevante para o futuro desta aliança estratégica.