México captura líder do Cartel Jalisco Nova geração e anuncia extradição para EUA

A detenção de Jesus Contreras, acusado de tráfico de droga, ocorreu sem recurso a violência

As autoridades mexicanas anunciaram no sábado a captura de um dos líderes do Cartel Jalisco Nova Geração, numa operação da Polícia Federal no estado central de Querétaro, e a intenção de extraditar Jesus Contreras para os Estados Unidos.

"Deu-se cumprimento no estado de Queretaro à ordem de detenção com fins de extradição internacional contra Jesus "C", fugitivo procurado pelas autoridades dos Estados Unidos", informou o procurador do Ministério Público em comunicado.

Após investigações, os agentes da Polícia Federal efetuaram a detenção "sem o uso de violência ou envolvimento de terceiros".

Sob Jesus "C" pendem acusações dos Estados Unidos por responsabilidade em crimes contra a saúde (tráfico de drogas), operações praticadas através de recursos ilegais e associação criminosa.

A detenção realizou-se em conformidade com um pedido de extradição feito pelo Governo dos Estados Unidos e de acordo com o tratado entre os dois países nesta matéria, concluiu o procurador.

De acordo com os 'media' locais, o detido é Jesus Contreras, identificado como um dos líderes do poderoso cartel e responsável pelas finanças da organização criminosa.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Anselmo Crespo

E uma moção de censura à oposição?

Nos últimos três anos, o governo gozou de um privilégio raro em democracia: a ausência quase total de oposição. Primeiro foi Pedro Passos Coelho, que demorou a habituar-se à ideia de que já não era primeiro-ministro e decidiu comportar-se como se fosse um líder no exílio. Foram dois anos em que o principal partido da oposição gritou, esperneou e defendeu o indefensável, mesmo quando já tinha ficado sem discurso. E foi nas urnas que o país mostrou ao PSD quão errada estava a sua estratégia. Só aí é que o partido decidiu mudar de líder e de rumo.