Merkel diz que fim das sanções à Rússia depende de cessar-fogo na Ucrânia

Chanceler alemã mantém como objetivo o regresso da paz e a integridade territorial da Ucrânia

A chanceler alemã Angela Merkel afirmou esta sexta-feira que as sanções impostas à Rússia apenas serão levantadas quando for alcançado um cessar-fogo credível na Ucrânia.

Ao discursar durante um encontro com líderes dos Estados do Báltico em Vilnius, capital da Lituânia, Merkel disse que "permanece como nosso objetivo o regresso da paz e a integridade territorial da Ucrânia".

A chanceler assinalou que um eventual levantamento das sanções apenas será discutido após a total implementação do acordo de Minsk, firmado na capital da Bielorrússia.

A Alemanha e a França também patrocinaram o acordo destinado a terminar com a violência no leste da Ucrânia, mas que permanece por cumprir em grande parte, com Moscovo e Kiev a acusarem-se mutuamente pelo seu não cumprimento.

Merkel deslocou-se à Lituânia para abordar diversas questões da UE antes da cimeira de líderes em Salzburgo, Áustria, na próxima semana. Deverá ainda visitar as tropas alemãs deslocadas nesta ex-república soviética e integradas numa força da NATO.

Exclusivos

Premium

Líderes europeus

As divisões da Europa 30 anos após o fim da Cortina de Ferro

Angela Merkel reuniu-se com Viktor Orbán, Emmanuel Macron com Vladimir Putin. Nos próximos dias, um e outro receberão Boris Johnson. E Matteo Salvini tenta assalto ao poder, enquanto alimenta a crise do navio da ONG Open Arms, com 107 migrantes a bordo, com a Espanha de Pedro Sánchez. No meio disto tudo prepara-se a cimeira do G7 em Biarritz. E assinala-se os 30 anos do princípio do fim da Cortina de Ferro.