Melania não cobriu a cabeça. Trump tinha criticado Michelle Obama por fazer o mesmo

A primeira dama dos Estados Unidos fez o mesmo que a sua antecessora na visita à Arábia Saudita. Uma decisão que tinha merecido um tweet de desagrado do atual presidente

Donald Trump e a mulher, Melania, estão de visita à Arábia Saudita, naquela que é a primeira deslocação ao estrangeiro dos atuais inquilinos da Casa Branca. À chegada, este sábado, e nas seguintes aparições públicas, foi evidente a decisão da primeira dama americana de não respeitar a tradição muçulmana de cobrir a cabeça com um lenço.

O detalhe foi notado por vários órgãos de comunicação social:

Também a filha Ivanka, que com o marido, Jared Kushner, -- ambos trabalham para a presidência -- participa nesta visita de estado, esteve de cabeça descoberta.

Melania e Ivanka Trump seguiram o exemplo de outras personalidades ocidentais, como Angela Merkel ou Theresa May, que optaram por não seguir a obrigatoriedade que aquele país muçulmano impõe às suas mulheres.

No entanto, como lembra o Washington Post, da última vez que uma primeira dama americana fez o mesmo, foi alvo de críticas nas redes socias.

Michelle e Barack Obama visitaram a Arábia Saudita em 2015 e, na altura, foi muito comentado o facto de a mulher do então presidente ter estado em todas as aparições públicas de cabeça destapada.

Muitos utilizadores das redes sociais sauditas afirmaram-se ofendidos com o caso. No ocidente, a maioria das reações foi positica, mas houve também algumas vozes contra esta decisão. Uma delas foi a de Donald Trump.

O então candidato a candidato republicano escreveu no Twitter: "Muita gente está a dizer que foi maravilhoso a Sra. Obama ter-se recusado a utilizar lenço sobre a cabeça na Arábia Saudita, mas eles sentiram-se insultados. Temos inimigos suficientes".

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Relacionadas

Últimas notícias

Brand Story

Tui

Mais popular

  • no dn.pt
  • Mundo
Pub
Pub