Mega-apagão deixa 48 milhões sem electricidade na Argentina e no Uruguai

O corte está a provocar atrasos significativos nos transportes e problemas nos sinais de trânsito. Resolução pode demorar seis a oito horas

Um corte de eletricidade na Argentina e no Uruguai está a deixar 48 milhões de pessoas sem luz, este domingo, de acordo com a principal empresa de eletricidade argentina.

A energia faltou por volta das 07.00 horas locais (11:00 em Portugal) e afetou a capital federal e as províncias de Santa Fé, São Luís, Formosa e Terra do Fogo. De acordo com o jornal argentino Clarín, os comboios e o metro estão parados desde o início e há problemas no trânsito por os semáforos não estarem a funcionar.

"Uma falha no sistema de interconexão elétrica deixou toda a Argentina e o Uruguai sem energia", escreveu a Edesur, a principal empresa energética da Argentina, na rede social Twitter.

O diretor geral da empresa que providencia a energia, Marcelo Cassin, avançou "que não há registo de nenhum apagão como este" e que podem passar horas até conseguirem resolver a situação. Já o subsecretário da Proteção Civil argentina disse que devem ser precisas "aproximadamente seis a oito horas para restabelecer o serviço" por ser "uma questão relacionada com manipulação nos cabos de alta tensão".

O corte terá ainda afetado algumas zonas do Brasil, do Chila e do Paraguai. Nas redes sociais, estão a ser partilhadas imagens do mega-apagão.

A secretaria de estado da Energia está a investigar as causas do apagão.

Exclusivos