Medicamento com canábis aprovado nos EUA

Epidiolex combate ataques epiléticos de síndromes raros

Um medicamento à base de canábis recebeu a aprovação para entrar no mercado norte-americano. O Epidiolex, que tem propriedades
medicinais no combate a formas mais resistentes ao tratamento da epilepsia, recebeu luz verde da agência norte-americana reguladora
do medicamento, a FDA. No entanto, ainda falta a aprovação de outra agência federal.

O medicamento, da farmacêutica GW, pode ser utilizado em crianças a partir de dois anos que padeçam de síndrome de Dravet e de
síndrome de Lennox-Gastaut, formas raras de epilepsia. Ensaios clínicos demonstram que a administração de Epidiolex reduz o número de ataques epiléticos em 40%.

O Epidiolex é composto de canabidiol, uma das substâncias ativas encontradas na cannabis sativa, bem como tetra-hidrocanabinol (THC), a substância psicotrópica que se encontra nos cigarros de marijuana, embora aqui numa percentagem mínima (menos de 0,1%).

O medicamento é feito com base numa solução líquida de canabidiol e, se o THC pode ser associado a efeitos como ansiedade, paranoia e alucinações, o canabidiol tem potencial para o tratamento de doenças mentais.
"Esta aprovação é um sinal de que o desenvolvimento de programas que avaliem de forma adequada os ingredientes ativos contidos
na marijuana pode levar a terapias médicas importantes", comentou o responsável da FDA, Scott Gottlieb.

A introdução no mercado norte-americano fica a aguardar a autorização por parte da entidade policial de combate aos narcóticos do Departamento de Justiça, Drug Enforcement Administration (DEA).

Ler mais

Exclusivos