Cruzeiro à deriva na Noruega. Helicópteros resgatam mais de mil pessoas

As autoridades norueguesas iniciaram a retirada por helicóptero de cerca de 1300 passageiros de um navio de cruzeiro que se encontra à deriva na costa norueguesa. Tempestade complica operações.

Helicópteros de resgate estão a resgatar pessoas de um navio de cruzeiro que sofreu falha nos motores, durante uma tempestade na costa oeste da Noruega, disse a polícia e os trabalhadores de resgate.

O serviço de resgate marítimo informou que o Viking Sky, com cerca de 1300 passageiros e tripulação a bordo, enviou um sinal de socorro, pois estava a dirigir-se em direção a terra.

Um segundo navio, um cargueiro com uma tripulação de nove tripulantes, também sofreu uma falha no motor, tendo sido alvo de resgate aéreo, tendo desviado helicópteros e atrasado as operações junto do navio de cruzeiro.

Veja a reportagem em direto do canal NRK.

Os passageiros têm de ser içados um a um do convés do navio e transportados por via aérea para uma aldeia a norte da cidade de Molde, na costa oeste da Noruega. Os passageiros do cruzeiro descreveram o momento em que os motores do navio pararam. "Estávamos a almoçar quando começou a balançar. Os vidros das janelas partiram-se e a água entrou. Foi o caos. A viagem no helicóptero, prefiro esquecer. Não foi divertida", disse o passageiro norte-americano John Curry à NRK.

O canal conhecido como Hustadvika e áreas adjacentes são conhecidos pelo seu tempo rigoroso e águas de baixa profundidade cheias de recifes.

Veja o vídeo do interior do navio:

Dois navios de salvamento foram forçados a voltar para trás devido ao mau tempo. As ondas têm de seis a oito metros de altura, com o vento a soprar a 24 metros por segundo, de acordo com o Instituto Meteorológico Norueguês. Espera-se que a tempestade dure pelo menos até à meia-noite, hora local (23.00 GMT).

"O navio de cruzeiro Viking Sky lançou um SOS, reportando problemas nos motores em condições meteorológicas adversas", disse na rede social Twitter o Southern Relief Center da Noruega. Cerca das 18.00 foram resgatadas 87 pessoas pelos quatro helicópteros enviados para o local. Entre estas contam-se oito feridos ligeiros.

Segundo o responsável da operação, Andre Franck, o navio só tem um motor ligado e os ventos são fortes. "Vai levar tempo para retirar todas as pessoas", disse Franck.

O incidente ocorreu a cerca de 2,5 milhas náuticas da área de Møre og Romsdal (oeste da Noruega), uma região onde os naufrágios são frequentes. "É perigoso ter problemas de motor nessas águas que escondem muitos recifes", disse.

O Viking Sky, construído em 2017, pertence à empresa de cruzeiros Viking Ocean Cruises.

Exclusivos