Maiorca. Colisão entre avioneta e helicóptero faz 7 mortos

Morreram sete ocupantes das aeronaves que sobrevoavam a ilha.

Um acidente aéreo ocorrido quando um helicóptero e uma avioneta colidiram quando sobrevoavam uma zona junto ao hospital de Inca, em Maiorca, nas ilhas Baleares, resultou na morte de sete pessoas. Entre as vítimas mortais, duas eram menores de idade.

Duas pessoas viajavam na avioneta, cinco seguiam no helicóptero - um casal, os dois filhos (de nacionalidade alemã) e o piloto, de origem italiana.

A Polícia de Inca informou que as aeronaves caíram às 13:36 numa zona rural de Inca, a cerca de 200 metros de distância, tendo um dos aparelhos caído a poucos metros de uma residência. Testemunhas da colisão e queda da avioneta e do helicóptero disseram que o diário maiorquino que "o estrondo foi horrível."

Pessoas que vivem na zona acorreram ao local para ajudar a apagar as chamas provocadas pelo acidente.

O Diario de Mallorca avança que o acidente se deu fora do espaço aéreo controlado pelo organismo gestor do espaço aéreo, Enaire, porque a colisão deu-se abaixo dos mil pés. Guardia Civil e Avición Civil avançaram já com uma investigação para esclarecer os contornos do acidente.

A presidente das Baleares, Francina Armengol, expressou a sua "preocupação e choque" com o acidente.

Foram, entretanto, decretados três dias de luto.

Exclusivos

Premium

Betinho

"NBA? Havia campos que tinham baldes para os jogadores vomitarem"

Nasceu em Cabo Verde (a 2 de maio de 1985), país que deixou aos 16 anos para jogar basquetebol no Barreirense. O talento levou-o até bem perto da NBA, mas foi em Espanha, Andorra e Itália que fez carreira antes de regressar ao Benfica para "festejar no fim". Internacional português desde os Sub-20, disse adeus há seleção há apenas uns meses, para se concentrar na carreira. Tem 34 anos e quer jogar mais três ou quatro ao mais alto nível.