Lusodescendente vencedora de concurso nos EUA é celebridade em Toronto

Michelle Cabral conseguiu amealhar 60.400 mil dólares canadianos (39 mil euros) no Jeopardy

Uma lusodescendente vencedora três séries do popular concurso norte-americano Jeopardy é agora uma celebridade em Toronto.

Michelle Cabral, uma professora de música no Conselho Distrital Escolar Católico de Toronto, conseguiu amealhar 60.400 mil dólares canadianos (39 mil euros) numa experiência que considera "além das expetativas".

"Participar no Jeopardy foi além de todas as minhas expectativas. Desde criança que quero participar. A experiência foi tudo o que esperava, independentemente se ganhasse ou perdesse", afirmou a lusodescendente em declarações à agência Lusa.

Um dos fatores que a levou ao sucesso foi a "interajuda dos concorrentes", apesar de "todos estarem em competição", com "muito nervosismo à mistura".

Há nove anos que Michelle Cabral tem tentado "entrar no concurso" através de um teste online, que está acessível anualmente, que junta cerca de 75 mil candidatos.

Após este processo foram selecionados para a audição três mil, passando à próxima fase apenas 400 candidatos.

"Foi sem dúvida um sonho que se tornou realidade. Foi sempre algo que pensei que seria uma experiência fantástica se tivesse a oportunidade. Só tinha de acertar nas respostas certas no teste online para impressionar os produtores. O resto foi o destino. Todos os dias dou graças para ter esta hipótese, de viver este sonho. Há pessoas que não têm esta chance. Sou uma sortuda", confessou.

Com o prémio monetário do concurso, a lusodescendente já tem alguns planos: conhecer outras regiões do Canadá e visitar outros países.

Outro dos objetivos é ter "alguma segurança financeira", o que não sucede com "muitos dos jovens", e começar a "juntar dinheiro para adquirir uma habitação em Toronto ou perto da cidade".

"Vou continuar a dar aulas e espero ser um bom exemplo para os meus alunos. Espero que possa inspirá-los para que nunca, mas nunca parem de aprender e explorar as suas paixões", apelou.

Michelle Cabral é filha de emigrantes de Água Retorta, São Miguel (Açores). A sua mãe chegou ao Canadá em 1960, enquanto o seu pai foi inicialmente para Fall River, Massachusetts (Estados Unidos). Depois, casaram-se no Canadá na década de 1970.

"Estava consciente de que, ao participar, não estava só a representar o Canadá, país onde nasci e fui criada, mas também o país dos meus familiares, e a comunidade onde cresci. Há uns anos também no Jeopardy esteve um concorrente do Canadá, com raízes açorianas. Fiquei tão entusiasmada que pensei. Talvez um dia também possa lá estar", conclui.

O Jeopardy é um concurso de televisão, de perguntas e respostas, produzido nos Estados Unidos, emitido pela primeira vez em 1964.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Ferreira Fernandes

A Europa, da gasolina lusa ao palhaço ucraniano

Estamos assim, perdidos algures entre as urnas eleitorais e o comando da televisão. As urnas estão mortas e o nosso comando não é nenhum. Mas, ao menos, em advogado de Maserati que conduz sindicalistas podíamos não ver matéria de gente rija como cornos. Matéria perigosa, sim. Em Portugal como mais a leste. Segue o relato longínquo para vermos perto.Ontem, defrontaram-se os dois candidatos a presidir a Ucrânia. Não é assunto irrelevante apesar de vivermos no outro extremo da Europa. Afinal, num canto ainda mais a leste daquele país há uma guerra civil meio instigada pelos russos - e hoje sabemos, como não sabíamos ainda há pouco, que as guerras de anteontem podem voltar.

Premium

Marisa Matias

Greta Thunberg

A Antonia estava em Estrasburgo e aproveitou para vir ao Parlamento assistir ao discurso da Greta Thunberg, que para ela é uma heroína. A menina de 7 ou 8 anos emocionou-se quando a Greta se emocionou e não descolou os olhos enquanto ela falava. Quando, no final do discurso, se passou à ronda dos grupos parlamentares, a Antonia perguntou se podia sair. Disse que tinha entendido tudo o que a Greta tinha dito, mas que lhe custava estar ali porque não percebia nada do que diziam as pessoas que estavam agora a falar. Poucos minutos antes de a Antonia ter pedido para sair, eu tinha comentado com a minha colega Jude, com quem a Antonia estava, que me envergonhava a forma como os grupos parlamentares estavam a dirigir-se a Greta.