Ladrões destroem Lidl de Dublin com retroescavadora

Um outro supermercado foi "atacado" com uma serra industrial. Oito homens ficaram detidos

Nove pessoas foram acusadas de roubo após terem destruído dois supermercados em Dublin, esta sexta-feira.

De acordo com a BBC, um supermercado Lidl, que se encontrava encerrado devido a um forte nevão, ficou completamente destruído depois de os ladrões terem usado uma retroescavadora roubada para esmagar o telhado do edifício, que entrou em colapso e ruiu.

O Exército foi obrigado a intervir, para ajudar a polícia a chegar ao local no meio da tempestade, e os ladrões acabaram por ser detidos. Também foram feitas detenções numa outra loja - que não foi identificada - onde os suspeitos usaram uma serra industrial.

Veja as imagens aqui

Em comunicado, o Lidl diz ter conhecimento do "grave Incidente", informando que como a loja estava fechada não houve feridos entre o pessoal. "Dado que como o incidente é agora alvo de uma investigação criminal não vamos fazer mais comentários."

Ler mais

Exclusivos

Premium

Nuno Artur Silva

Notícias da frente da guerra

Passaram cem anos do fim da Primeira Guerra Mundial. Foi a data do Armistício assinado entre os Aliados e o Império Alemão e do cessar-fogo na Frente Ocidental. As hostilidades continuaram ainda em outras regiões. Duas décadas depois, começava a Segunda Guerra Mundial, "um conflito militar global (...) Marcado por um número significativo de ataques contra civis, incluindo o Holocausto e a única vez em que armas nucleares foram utilizadas em combate, foi o conflito mais letal da história da humanidade, resultando entre 50 e mais de 70 milhões de mortes" (Wikipédia).

Premium

nuno camarneiro

Uma aldeia no centro da cidade

Os vizinhos conhecem-se pelos nomes, cultivam hortas e jardins comunitários, trocam móveis a que já não dão uso, organizam almoços, jogos de futebol e até magustos, como aconteceu no sábado passado. Não estou a descrever uma aldeia do Minho ou da Beira Baixa, tampouco uma comunidade hippie perdida na serra da Lousã, tudo isto acontece em plena Lisboa, numa rua com escadinhas que pertence ao Bairro dos Anjos.