Kalashnikov lança carro elétrico "retro" para competir com a Tesla

Inspirado num modelo soviético dos anos 70, o veículo lançado pelo famoso fabricante de armas tem uma tecnologia que este diz poder competir com a da Tesla de Elon Musk

A kalashnikov é famosa em todo o mundo por causa da sua espingarda AK-47, mas o fabricante de armas russo também já se lançou no negócio dos carros elétrico. Numa exposição em Moscovo, divulgou o CV-1, um veículo cuja tecnologai garante poder competir com a da Tesla de Elon Musk.

O aspeto, esse, é que não podia ser mais diferente dos modernos Tesla. Azul-bebé, o protótipo do CV-1 agora apresentado tem um ar retro inspirado no Izh-Kombi, um modelo soviético dos anos 70, como explica a própria Kalashnikov no seu site.

No mesmo comunicado, a empresa garante que o veículo tem uma série de "sistemas complexos" e uma tecnologia que "nos permite competir com produtores de carros elétricos de nível mundial como a Tesla".

Quando totalmente desenvolvido, este "supercarro", como o descreve, deverá atingir velocidades várias vezes superiores às dos outros carros elétricos produzidos pela Kalashnikov. E terá uma autonomia de 350 quilómetros.

O preço é que ainda não foi divulgado.

Dos chapéus de chuva ao "pequeno Igor"

Barata, de confiança e fácil de usar mesmo em condições difíceis, a AK-47 entrou ao serviço em 1948 e ainda hoje estima-se haver uns 75 milhões em todo o mundo. Durante a Guerra Fria, a União Soviética disseminou a arma, enviando-a para os países que apoiava. Atualmente, da República Centro Africana à Síria e até à Nicarágua, é ainda muito comum ver uma AK-47 nas mãos de um combatente.

Mas as armas não são o único negócio da Kalashnikov que produz desde chapéus de chuva a capaz para telemóveis, tendo ainda uma linha de vestuário própria.

A entrada no mundo dos carros elétricos é que parece deixar muita gente cética. A BBC referia várias reações nas redes sociais a duvidar da eficácia do CV-1. "Os vossos tanques são ótimos, mas deviam esquecer os carros elétricos", escrevia um utilizador na página oficial da empresa no Facebook. Outros preferiam destacar o "design engraçado que mais parece um Zombie" do veículo. Mas também havia elogios, com alguns utilizadores a considerar o carro "porreiro".

Uma das últimas invenções da Kalashnikov foi o Igorek, ou "pequeno Igor". Um robô de combate com quatro metros de altura e um peso de 4,5 toneladas. Numa altura em que as empresas competem para ver qual delas consegue o roboô mais pequeno, mais leve e mais inteligente, o "pequeno Igor" foi considerado no "antiquado" pelos críticos.

A Kalashnikov já prometeu uma versão revista e melhorada para 2020.

Ler mais

Exclusivos