Jato russo voou a um metro e meio de distância de uma aeronave dos EUA

Militares foram obrigados a terminar a missão antes do tempo previsto

Um jato militar russo intercetou, esta segunda-feira, uma aeronave norte-americana de patrulhamento marítimo P-3 Orion enquanto este voava no espaço aéreo internacional no Mar Negro.

Segundo pilotos norte-americanos, em declarações à CNN, o avião russo voou a uma distância de cerca de um metro e meio da sua aeronave. Os militares foram obrigados a terminar a missão antes do tempo previsto.

Têm-se multiplicado o número de incidentes do género entre as forças aéreas russas e norte-americanas, nos últimos tempos. Devido ao reforço militar da Rússia na região - que anexou a Península da Crimeia no seu trajeto em 2004 -, as forças dos dois países e da NATO operam relativamente perto.

Já em outubro de 2016, Jeff Harrigian, tenente-general da Força Aérea dos Estados Unidos, referiu que os incidentes deste tipo tinham aumentado e ocorriam "quase uma vez a cada 10 dias".