Avião da Força Aérea britânica que participava em acrobacia aérea despenha-se no País de Gales

Os dois ocupantes do Hawk ejetaram-se antes do aparelho cair

Um jato da esquadrilha de acrobacia da força aérea britânica, despenhou-se hoje na base RAF Valley, perto de Hoyhead, no norte do País de Gales, revelou o ministro da Defesa do Reino Unido, Gavin Williamson.

De acordo com o membro do Governo britânico, citado pelo jornal The Guardian, os dois ocupantes do Hawk ejetaram-se antes do aparelho se ter despenhado durante um treino, às 13:30 locais, mesma hora em Lisboa.

A RAF (Royal Air Force) referiu que está a desenvolver-se "uma investigação ao incidente", pelo que não revelou mais informações sobre o caso.

O departamento de socorro do País de Gales recebeu um alerta a reportar que "um avião tinha caído" na RAF Valley.

A esquadrilha Red Arrows participa em espetáculos aéreos e em eventos militares.

Exclusivos

Premium

Crónica de Televisão

Os índices dos níveis da cadência da normalidade

À medida que o primeiro dia da crise energética se aproximava, várias dúvidas assaltavam o espírito de todos os portugueses. Os canais de notícias continuariam a ter meios para fazer directos em estações de serviço semidesertas? Os circuitos de distribuição de vox pop seriam afectados? A língua portuguesa resistiria ao ataque concertado de dezenas de repórteres exaustos - a misturar metáforas, mutilar lugares-comuns ou a começar cada frase com a palavra "efectivamente"?

Premium

Margarida Balseiro Lopes

O voluntariado

A voracidade das transformações que as sociedades têm sofrido nos últimos anos exigiu ao legislador que as fosse acompanhando por via de várias alterações profundas à respetiva legislação. Mas há áreas e matérias em que o legislador não o fez e o respetivo enquadramento legal está manifestamente desfasado da realidade atual. Uma dessas áreas é a do voluntariado. A lei publicada em 1998 é a mesma ao longo destes 20 anos, estando assim obsoleta perante a realidade atual.