Israel declara que atingiu infraestruturas iranianas na Síria

"Nós bombardeamos quase todas as infraestruturas iranianas da Síria", afirmou hoje o ministro da Defesa israelita

As Forças Armadas de Israel bombardearam "quase todas" as infraestruturas iranianas na Síria em resposta aos ataques sírios contra posições nos Montes Golan, disse hoje o ministro da Defesa israelita, Avigdor Lieberman.

"Nós bombardeamos quase todas as infraestruturas iranianas na Síria. Eles devem ter presente o ditado que diz que 'se nos molham com chuva nós fazemos cair uma tempestade por cima deles'", afirmou Lieberman.

"Espero que este episódio esteja fechado e que eles tenham compreendido", acrescentou o ministro da Defesa de Israel.

O governo de Damasco conta com o apoio do Irão na luta contra os grupos armados da oposição e as organizações extremistas islâmicas.

As forças iranianas na Síria dispararam na noite de quarta-feira duas dezenas de projéteis, como foguetes, contra as forças israelitas na parte dos montes Golã ocupada por Israel, declarou o exército israelita.

Os projéteis, alguns dos quais foram intercetados pelo sistema de defesa antimíssil israelita, não causaram vítimas e o exército israelita retaliou, indicou aos jornalistas o porta-voz do exército israelita.

Ler mais

Exclusivos

Premium

João Gobern

País com poetas

Há muito para elogiar nos que, sem perspectivas de lucro imediato, de retorno garantido, de negócio fácil, sabem aproveitar - e reciclar - o património acumulado noutras eras. Ora, numa fase em que a Poesia se reergue, muitas vezes por vias "alternativas", de esquecimentos e atropelos, merece inteiro destaque a iniciativa da editora Valentim de Carvalho, que decidiu regressar, em edições "revistas e aumentadas", ao seu magnífico espólio de gravações de poetas. Originalmente, na colecção publicada entre 1959 e 1975, o desafio era grande - cabia aos autores a responsabilidade de dizerem as suas próprias criações, acabando por personalizá-las ainda mais, injectando sangue próprio às palavras que já antes tinham posto ao nosso dispor.