Atentados fizeram 300 feridos, 61 ainda estão nos cuidados intensivos

Polícia já terá identificado os três bombistas suicidas. Um homem não identificado está a monte

O que sabemos:

- Duas explosões no aeroporto de Bruxelas e outra na estação de metro de Maelbeek, na manhã de terça-feira, mataram pelo menos 31 pessoas. Há mais de 300 feridos. O grupo Estado Islâmico reivindicou os atentados.

- Uma fotografia que mostra os suspeitos do ataque ao aeroporto foi divulgada pelos meios de comunicação. Um dos suicidas (o do meio na fotografia) foi identificado como Ibrahim El-Bakraoui. Outro kamikaze, aquele que está à esquerda na imagem, tratar-se-á de Najim Laachraoui, identificado pelo ADN, escreve o Le Monde. O homem do chapéu, à direita, permanece a monte.

- A explosão no metro de Maelbeek, por sua vez, foi perpetrada por Khalid El-Bakraoui, irmão de Ibrahim.

- Pelo menos 21 cidadãos com passaporte português ficaram feridos.

- A Bélgica continua em alerta máximo e decretou três dias de luto nacional.

As atualizações em direto terminaram. Pode rever abaixo os acontecimentos em Bruxelas ao longo de quarta-feira, dia 23.

Exclusivos