General da Coreia do Norte desertou para o Sul no ano passado

"É o mais alto militar a ter desertado para o Sul", disse fonte governamental sul-coreana

Seul revelou hoje que um general de duas estrelas da Coreia do Norte desertou para a Coreia do Sul no ano passado, algo raro ente altas patentes militares.

Segundo a agência noticiosa sul-coreana Yonhap, o general em causa lidou com operações de espionagem visando a Coreia do Sul no Gabinete Geral de Reconhecimento do Norte antes de chegar a Seul.

Os porta-vozes da Unificação e da Defesa de Seul confirmaram a informação, mas declinaram facultar mais detalhes. "É o mais alto militar a ter desertado para o Sul", disse fonte governamental sul-coreana citada pela agência Yonhap.

A revelação surge dias depois de Seul ter anunciado que um grupo de 13 norte-coreanos que trabalhava num restaurante gerido pelo Estado no exterior do país fugiu para o Sul numa rara deserção em massa.

Os desertores -- um homem e 12 mulheres -- chegaram à Coreia do Sul na quinta-feira. Estariam a trabalhar num restaurante na cidade portuária chinesa de Ningbo (sudeste da China) antes de terem ido para a Coreia do Sul através de um terceiro país no Sudeste Asiático.