Fundação Soros deixa Budapeste devido a políticas repressivas de Orban

A fundação vai mudar-se para Berlim

A fundação do milionário húngaro-americano George Soros, que financia várias organizações não-governamentais, anunciou esta terça-feira que vai sair da Hungria devido às "políticas repressivas" do Governo de Viktor Orban.

A fundação vai deixar as instalações na capital húngara, onde se encontra há várias décadas, e mudar-se para Berlim, indicou em comunicado.

"Confrontada com um ambiente político e jurídico cada vez mais repressivo na Hungria, a Fundação Open Society vai mudar as suas operações internacionais e o pessoal de Budapeste para a capital alemã", de acordo com a nota da fundação criada pelo empresário George Soros.

Soros foi um dos alvos da campanha presidencial de Viktor Orban, que chegou a afirmar que todos os outros candidatos eram patrocinados pelo milionário de origem húngara. Em 2016, Orban disse ainda que Soros estava a provocar agitação social, por financiar grupos opositores do Governo na temática da imigração.

Ler mais

Exclusivos

Premium

nuno camarneiro

Uma aldeia no centro da cidade

Os vizinhos conhecem-se pelos nomes, cultivam hortas e jardins comunitários, trocam móveis a que já não dão uso, organizam almoços, jogos de futebol e até magustos, como aconteceu no sábado passado. Não estou a descrever uma aldeia do Minho ou da Beira Baixa, tampouco uma comunidade hippie perdida na serra da Lousã, tudo isto acontece em plena Lisboa, numa rua com escadinhas que pertence ao Bairro dos Anjos.

Premium

Rui Pedro Tendinha

O João. Outra vez, o João Salaviza...

Foi neste fim de semana. Um fim de semana em que o cinema português foi notícia e ninguém reparou. Entre ex-presidentes de futebol a serem presos e desmentidos de fake news, parece que a vitória de Chuva É Cantoria na Aldeia dos Mortos, de Renée Nader Messora e João Salaviza, no Festival do Rio, e o anúncio da nomeação de Diamantino, de Daniel Schmidt e Gabriel Abrantes, nos European Film Awards, não deixou o espaço mediático curioso.