Namorada do atacante com acusação preliminar de terrorismo

Marine P. está sob custódia ainda das autoridades policiais francesas

A namorada do terrorista marroquino que protagonizou na sexta-feira o ataque no sul de França recebeu esta terça-feira acusação preliminar de terrorismo, durante o processo de investigação do caso que causou quatros mortos e um português gravemente ferido.

Um oficial judicial francês disse que a mulher, identificada apenas como Marine P., está sob custódia até que seja ouvida para se decidir se fica ou não em liberdade durante o processo de investigação.

Segundo a mesma fonte, a mulher recebeu a acusação preliminar de associação com criminosos terroristas que planeavam ataques.

Uma outra pessoa, um amigo do terrorista de 17 anos, acabou por sair em liberdade, uma vez que se registou a "ausência de elementos incriminatórios" nesta fase da investigação.

Os ataques ocorreram em Carcassonne e Trèbes, no sul de França, e provocaram quatro mortos, incluindo o atacante, com um português a ficar gravemente ferido.

O atacante sequestrou trabalhadores e clientes num supermercado, afirmando agir em nome do grupo extremista Estado Islâmico.

Ler mais