FBI alerta para ataques de 'hackers' estrangeiros a páginas eleitorais

O FBI alertou em junho altos cargos do Arizona para a existência de uma ameaça "credível" à sua base de dados de eleitores

O FBI garante ter provas de que piratas informáticos estrangeiros atacaram páginas na Internet dedicadas a organizar as eleições presidenciais de novembro nos estados Illinois e Arizona (Estados Unidos), de acordo com os 'media' locais.

O alegado ataque surge num momento de grande tensão com a Rússia, depois de Washington ter acusado Moscovo de atacar o sistema informático do Comité Nacional Democrata (DNC, em inglês) e de passar ao portal WikiLeaks quase 20 mil e-mails polémicos.

De acordo com o jornal The Washington Post, o FBI alertou em junho altos cargos do Arizona para a existência de uma ameaça "credível" à sua base de dados de eleitores, avaliando o risco como "um oito numa escala de 1 a 10", disse ao jornal Matt Roberts, porta-voz da secretaria de Estado estadual.

Em consequência, a secretária de Estado do Arizona, Michelle Reagan, suspendeu durante uma semana o registo de novos eleitores, apesar de tudo indicar que os 'hackers' não conseguiram atingir o seu objetivo de aceder à base de dados dos eleitores.

O portal de notícias Yahoo, por seu lado, assegurou que os piratas conseguiram aceder em julho a dados de 200 mil norte-americanos registados para votar nas eleições de novembro no estado de Illinois.

"Trata-se de um ataque altamente avançado proveniente de um organismo estrangeiro", explicou na altura, através de um comunicado interno, o diretor de registos de votações da Comissão Eleitoral do estado de Illinois, Kyle Thomas.

Em resposta a estes possíveis ataques de piratas informáticos, o FBI lançou a 18 de agosto um aviso em que alertava para o número de identificação de IP de vários usuários não identificados que tentavam infiltrar-se nos organismos eleitorais de alguns dos 50 estados do país.

Apesar de o FBI não ter identificado a nacionalidade dos alegados piratas informáticos, o canal NBC e o Washington Post asseguraram que são de origem russa.

A 08 de novembro realizam-se eleições para escolher o sucessor de Barack Obama na Casa Branca, em que os principais candidatos são o republicano Donald Trump e a democrata Hillary Clinton.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Daniel Deusdado

Estou a torcer por Rio apesar do teimoso Rui

Meu Deus, eu, de esquerda, e só me faltava esta: sofrer pelo PSD... É um problema que se agrava. Antigamente confrontava-me com a fria ministra das Finanças, Manuela Ferreira Leite, e agora vejo a clarividente e humana comentadora Manuela Ferreira Leite... Pacheco Pereira, um herói na cruzada anti-Sócrates, a voz mais clarividente sobre a tragédia da troika passista... tornou-se uma bússola! Quanto não desejei que Rangel tivesse ganho a Passos naquele congresso trágico para o país?!... Pudesse eu escolher para líder a seguir a Rio, apostava tudo em Moreira da Silva ou José Eduardo Martins... O PSD tomou conta dos meus pesadelos! Precisarei de ajuda...?

Premium

arménios na síria

Escapar à Síria para voltar à Arménia de onde os avós fugiram

Em 1915, no Império Otomano, tiveram início os acontecimentos que ficariam conhecidos como o genocídio arménio. Ainda hoje as duas nações continuam de costas voltadas, em grande parte porque a Turquia não reconhece que tenha havido uma matança sistemática. Muitas famílias procuraram então refúgio na Síria. Agora, devido à guerra civil que começou em 2011, os netos daqueles que fugiram voltam a deixar tudo para trás.