Famosos gravam vídeo a apelar à luta pela democracia no Brasil

Gregório Duvivier, Chico César, Letícia Sabatella, "contra o golpe", defendendo que a luta contra a corrupção não deve sobrepor-se à democracia

Um grupo de rostos conhecidos da cultura brasileira protagoniza um vídeo divulgado esta quarta-feira, que constitui um apelo à luta pela democracia, "contra o golpe".

Os participantes no vídeo, que incluem o humorista Gregório Duvivier ou a cartoonista Laerte, afirmam ser "contra a corrupção". Mas "todo o mundo é contra a corrupção, inclusive quem é corrupto". Para os atores, músicos e artistas que participam no vídeo, o que importa é ser "a favor da democracia", para que haja liberdade de denunciar e investigar a corrupção, que, afirmam, nunca foi tão investigada como hoje.

Os artistas pedem mesmo que não se repita o golpe militar de 1964, que derrubou o governo democrático do Brasil em nome do combate à corrupção. "Queremos combate à corrupção, mas com democracia", ouve-se no vídeo.

Uma nota no final das imagens esclarece que o vídeo não foi financiado por qualquer partido, tendo as caras conhecidas que nele entram participado voluntariamente.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Patrícia Viegas

Espanha e os fantasmas da Guerra Civil

Em 2011, fazendo a cobertura das legislativas que deram ao PP de Mariano Rajoy uma maioria absoluta histórica, notei que quando perguntava a algumas pessoas do PP o que achavam do PSOE, e vice-versa, elas respondiam, referindo-se aos outros, não como socialistas ou populares, não como de esquerda ou de direita, mas como los rojos e los franquistas. E o ressentimento com que o diziam mostrava que havia algo mais em causa do que as questões quentes da atualidade (a crise económica e financeira estava no seu auge e a explosão da bolha imobiliária teve um impacto considerável). Uma questão de gerações mais velhas, com os fantasmas da Guerra Civil espanhola ainda presente, pensei.