Explosão no metro de Londres: jovem de 18 anos acusado de tentativa de homicídio

Ahmed Hassan foi detido no sábado passado em Dover

Ahmed Hassan, um jovem de 18 anos, foi esta sexta-feira acusado de tentativa de homicídio e de causar uma explosão com possibilidade de matar pelas autoridades britânicas, por estar envolvido no ataque no metro de Londres da semana passada, avança a imprensa britânica.

Hassan fpi detido em Dover no passado sábado, um dia após o ataque. Estaria a tentar embarcar num ferry com destino a França.

O jovem é um dos seis detidos por suspeita de envolvimento na explosão na estação de Parsons Green, dois dos quais foram entretanto libertados sem acusação.

O suspeito será presente a tribunal durante o dia de hoje.

Um dos homens, de 21 anos, que foi libertado, é da Síria e foi detido junto a um restaurante de 'fast-food' no oeste de Londres no sábado. Segundo um empregado, a mãe do homem teve um ataque cardíaco quando soube da detenção do filho.

O engenho artesanal explodiu no metro de Londres na sexta-feira da semana passada e feriu 30 pessoas.

A bomba caseira detonou parcialmente e, segundo a chefe da polícia de Londres, Cressida Dick, estava cheia de estilhaços pelo que os danos poderiam ter sido muito piores.

O grupo extremista Estado Islâmico (EI) reivindicou o atentado através de um comunicado divulgado pelo seu órgão de propaganda, Amaq.

O ataque originou uma "caça ao homem" e as autoridades elevaram a ameaça terrorista nacional ao nível máximo entre sexta-feira e domingo.

Ler mais

Premium

Rosália Amorim

"Sem emoção não há uma boa relação"

A frase calorosa é do primeiro-ministro António Costa, na visita oficial a Angola. Foi recebido com pompa e circunstância, por oito ministros e pelo governador do banco central e com honras de parada militar. Em África a simbologia desta grande receção foi marcante e é verdadeiramente importante. Angola demonstrou, para dentro e para fora, que Portugal continua a ser um parceiro importante. Ontem, o encontro previsto com João Lourenço foi igualmente simbólico e relevante para o futuro desta aliança estratégica.