Exército israelita reforça efetivos junto à fronteira com Gaza

Violência na fronteira pode culminar com o lançamento de foguetes por milícias da palestina contra Israel

O exército israelita vai reforçar o número de efetivos destacados para a fronteira com Gaza, devido aos protestos convocados para sexta-feira para comemorar o aniversário o início da Naksa, o Dia de Jerusalém e o Ramadão.

O diário Maariv indica esta quinta-feira que "as forças de defesa de Israel estão em alerta devido à possibilidade de haver manifestações, particularmente violentas, na sexta-feira", pelo vão "duplicar os seus efetivos na zona".

Um oficial do exército do comando sul escusou-se a especificar o número de militares, mas confirmou que as "forças de defesa de Israel estão preparadas com um grande número de tropas para todos os eventos que podem acontecer em Gaza".

Israel está também, segundo o Maariv, a preparar-se para a eventualidade de a violência na fronteira culmine com o lançamento de foguetes por milícias palestinas contra o seu território.

No dia 14 de maio, 40.000 pessoas manifestaram-se junto à fronteira Israel/Gaza, protesto que degenerou em confrontos com o exército israelita e que resultou em várias dezenas de vítimas mortais.

Ler mais

Exclusivos