Ex-chefe da Administração do Ciberespaço da China acusado de corrupção

Lu Wei foi acusado​​​​​​ de usar o seu cargo para receber bens, dinheiro e beneficiar terceiros

Os procuradores públicos de Ningbo, na província de Zhejiang, no leste da China, acusaram de corrupção o ex-chefe da Administração do Ciberespaço, noticiou hoje o jornal Global Times, que cita um comunicado da Suprema Procuradoria do Povo.

Os procuradores acusam Lu Wei de se ter aproveitado do cargo que exercia, recebendo avultadas quantidades de dinheiro e bens, assim como benefícios para terceiros.

Lu, o ex-vice-chefe do departamento de publicidade do Comité Central do Partido Comunista da China (PCC) e ex-chefe da Administração do Ciberespaço da China, foi expulso do partido e demitido do cargo público por várias ofensas, incluindo corrupção, tinha noticiado a Xinhua em fevereiro.

Um ex-membro do comité do PCC do Ministério da Fazenda, Mo Jiancheng, e o ex-vice-diretor do Comité Permanente do Congresso do Povo Provincial de Hebei, Zhang Jiehui, também foram acusados de corrupção, segundo o mesmo comunicado.

Ler mais

Exclusivos