Estado Islâmico ameaça Ocidente com "dias bem sombrios"

Polícia pede ajuda para identificar um dos suspeitos. Ataques causaram 31 mortos e mais de 200 feridos

O Estado Islâmico alerta que os "Estados cruzados" devem preparar-se para "dias bem sombrios". No comunicado no qual reivindicou a autoria dos atentados em Bruxelas, o grupo terrorista não só enaltece os autores - a quem chama de "soldados do califado", como ainda ameaça: "Aquilo que vos espera será mais duro e mais amargo, com a permissão de Alá."

"Prometemos aos Estados cruzados, que se aliaram contra o Estado Islâmico, dias bem sombrios em resposta à sua agressão contra o nosso Estado", lê-se no texto divulgado pela agência de notícias A'maq, afiliada ao Estado Islâmico.

Bruxelas está em alerta máximo após três explosões terem esta manhã atingido o aeroporto de Zaventem e a estação de metro de Maelbeek, esta última perto das sedes das instituições europeias. O balanço mais recente (22:00) aponta para 31 mortos e mais de 200 feridos.

Leia na íntegra o comunicado do Estado Islâmico.

Pela graça de Deus e sua benevolência, uma célula secreta de soldados do califado - que Alá lhes conceda poder e a vitória - lançou-se em direção (sic) à Bélgica cruzada, que nunca parou de lutar contra o Islão e os muçulmanos. Alá permitiu assim a vitória, que entregou às mãos dos nossos irmãos, e lançou o medo e o temor no coração dos cruzados, bem no meio da sua terra. Com efeito, vários soldados do califado - munidos de cintos explosivos, bombas e metralhadoras e tomando por alvo lugares escolhidos com precisão na capital belga, Bruxelas - lançaram-se no interior do Aeroporto Zaventem, de Bruxelas, e numa estação de metro para matarem grande número de cruzados. De seguida, detonaram os seus cintos de explosivos no meio dos maiores ajuntamentos que encontraram. O saldo deste ataque eleva-se a 40 mortos e não menos de 210 feridos de entre os cidadãos de estados cruzados. E é a Alá que pertence o louvor, a graça e a benevolência.

Prometemos aos Estados cruzados, que se aliaram contra o Estado Islâmico, dias bem sombrios em resposta à sua agressão contra o nosso Estado. E aquilo que vos espera será mais duro e mais amargo, com a permissão de Alá.

Louvor a Alá, que tornou os nossos golpes certeiros e nos concedeu o sucesso. Rogamos-lhe, glorificado seja Ele - que aceite os nossos irmãos entre os seus mártires.

(Notícia atualizada às 22:07 com o novo balanço das vítimas dos atentados, que passou de 34 para 31 mortos)

Relacionadas

Últimas notícias

Brand Story

Tui

Mais popular

  • no dn.pt
  • Mundo
Pub
Pub