Escola na Geórgia pede autorização aos pais para castigar crianças com pá de madeira

As crianças cujos pais não autorizem serão punidas com uma suspensão de vários dias

Uma escola norte-americana pediu autorização aos pais dos alunos para reintroduzir a aplicação de castigos corporais: a Georgia School for Innovation and the Classics enviou uma carta aos encarregados de educação a explicar que as crianças serão castigadas com uma pá de madeira depois da terceira infração disciplinar.

As crianças cujos pais não autorizem serão punidas com uma suspensão de vários dias. "Levamos a disciplina muito a sério", disse o responsável Jody Boulineau, citado na WRDW-TV, argumentando que quando as escolas permitiam castigos corporais não havia tantos problemas.

Na circular enviada aos pais é explicado que as crianças (dos cinco anos aos 15) serão punidas em privado e que só serão atingidas com a pá no rabo por três vezes, no máximo. Os pais serão sempre informados.

Segundo a WRDW-TV, a Geórgia, no sul dos Estados Unidos, é um das cerca de duas dezenas de estados que permitem a utilização de violência para castigar os alunos.

De acordo com o último relatório, de 2017, da Iniciativa Global para acabar com os castigos corporais contra as Crianças, 130 estados proíbem os castigos corporais na escola, incluindo Portugal. No entanto, 732 milhões de crianças e adolescentes dos 6 aos 17 anos (um em cada dois) vivem em países em que estes não são completamente proibidos, segundo um relatório da UNICEF.

Ler mais

Exclusivos