Enda Kenny falha segunda tentativa para formar governo na Irlanda

Primeiro-ministro em funções volta a não conseguir ser reeleito e crise política acentua-se

Enda Kenny, líder do partido de centro-direita Fine Gael, obteve 51 votos favoráveis à formação de um governo minoritário com o apoio dos deputados independentes. Precisava de 79. A aprovação de um governo de minoria precisaria do aval do segundo maior partido, o Fianna Fáil, cujo líder, Micheal Martin, deve reunir-se com o primeiro-ministro em funções ao final da tarde de hoje.

A Irlanda encontra-se mergulhada num impasse político desde as legislativas de 26 de fevereiro, as primeiras realizadas depois de o país sair do resgate financeiro da troika e nas quais nenhum partido ou combinação de partidos conseguiu maioria absoluta. Os resultados não permitiram reeditar a aliança entre Fine Gael e Labour. Já em março, o novo Parlamento irlandês tinha chumbado a reeleição de Kenny para a chefia do governo do país.

Com Reuters

Ler mais

Exclusivos

Premium

Margarida Balseiro Lopes

Legalização do lobbying

No dia 7 de junho foi aprovada, na Assembleia da República, a legalização do lobbying. Esta regulamentação possibilitará a participação dos cidadãos e das empresas nos processos de formação das decisões públicas, algo fundamental num Estado de direito democrático. Além dos efeitos práticos que terá o controlo desta atividade, a aprovação desta lei traz uma mensagem muito importante para a sociedade: a de que também a classe política está empenhada em aumentar a transparência e em restaurar a confiança dos cidadãos no poder político.