Dizem que este anúncio é sexista

Slogan dos anúncios dizia: "Se eu começar a parecer sexy, chama um táxi"

Uma empresa de táxis britânica está a ser acusada de sexismo por ter feito uma campanha publicitária em que mostrava uma mulher obesa com o dedo na boca e o slogan: "Se eu começar a parecer sexy, chama um táxi. Não tomes más decisões porque bebeste demasiado".

A campanha da City Fox Taxis, empresa com sede em Bristol, incluía também uma imagem de um homem com uma cerveja na mão e uma rosa tatuada no ombro, com o mesmo slogan.

"É inaceitável que as empresas usem imagens sexistas e depreciativas, especialmente quando o público-alvo são os mais jovens", afirmou Penny Gane, diretora do grupo Bristol Women's Voice, segundo o Bristol Post.

"Imagens como estas são antiquadas e reforçam estereótipos de género prejudiciais e a mensagem de que as mulheres devem ser julgadas pelo aspeto físico e pelo peso e idade", continuou Gane.

A City Fox Taxis garantiu que o objetivo da empresa era promover a segurança e incentivar os jovens a não conduzirem alcoolizados e não pediu desculpas pelos anúncios, que entretanto foram retirados.

"Como um dos maiores serviços de táxis do oeste do país, vemos várias vezes os efeitos que o consumo excessivo de álcool pode ter na segurança e bem-estar das pessoas, e as consequências destrutivas para a sociedade quando resulta em comportamentos antissociais", afirmou Sophie Palmer, a diretora de marketing e comunicação da empresa.

"Não pedimos desculpas por termos usado o humor e palavras duras para chamar a atenção para este assunto", continuou Palmer. "Para fazer com que as pessoas pensem nos possíveis efeitos dos seus comportamentos é necessário chamar a sua atenção e provocar uma reação".

"Contudo, nunca foi nossa intenção envergonhar ou ofender e por isso retirámos a campanha", concluiu.

Nas redes sociais, alguns utilizadores criticaram a empresa por não ter pedido desculpas pelos anúncios e disseram que vão deixar de usar os táxis da City Fox.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Nuno Artur Silva

Notícias da frente da guerra

Passaram cem anos do fim da Primeira Guerra Mundial. Foi a data do Armistício assinado entre os Aliados e o Império Alemão e do cessar-fogo na Frente Ocidental. As hostilidades continuaram ainda em outras regiões. Duas décadas depois, começava a Segunda Guerra Mundial, "um conflito militar global (...) Marcado por um número significativo de ataques contra civis, incluindo o Holocausto e a única vez em que armas nucleares foram utilizadas em combate, foi o conflito mais letal da história da humanidade, resultando entre 50 e mais de 70 milhões de mortes" (Wikipédia).