Elon Musk pede desculpa a mergulhador britânico a quem chamou "pedófilo"

Elon Musk pede desculpa ao britânico Vern Unsworth que ajudou a resgatar um grupo de jovens de uma gruta na Tailândia

O milionário Elon Musk pediu desculpa publicamente por ter chamado "pedófilo" ao mergulhador britânico que ajudou a resgatar 12 crianças e o seu treinador de uma gruta na Tailândia.

"As ações dele contra mim não justificam as minhas ações contra ele e por isso peço desculpa a Mr. Unsworth e às companhias que represento como líder", escreveu no Twitter. "A culpa é minha e minha apenas", acrescentou. As declarações de Musk, proprietário da Tesla e da SpaceX, são respostas a comentários de outros utilizadores desta rede social.

Após o resgate com êxito de 12 miúdos de uma equipa de futebol tailandesa e do seu treinador, Elon Musk chamou "pedófilo" ao mergulhador britânico Vern Unsworth.

Na segunda-feira, dia 16, Unsworth disse que estava a considerar processar judicialmente Elon Musk pelas suas declarações.

Na sequência das suas declarações, as ações das empresas de Elon Musk sofreram fortes perdas na bolsa.

Elon Musk ofereceu um pequeno submarino às equipas de resgate que preparavam o salvamento das crianças que foi recusado por Unsworth. "Ele pode enfiar o submarino onde dói", disse, considerando que este era apenas um golpe de relações públicas. Em resposta, Musk disse: "Peço desculpa, pedófilo, estavas mesmo a pedi-las".

Musk reconhece ainda que escreveu aquelas palavras quando estava enfurecido, depois de o mergulhador "ter dito várias mentiras", e justifica que o seu minissubmarino foi construído "por gentileza e de acordo com as especificações do líder da equipa de mergulhadores".

Ler mais

Exclusivos