Eleitores do PSOE querem Sánchez e os do PP preferem Susana Díaz

A 14 de janeiro haverá reunião do Comité Federal do partido, mas, para já, continua sem haver data para a realização do próximo Congresso.

Pedro Sánchez, pelo menos no confronto com Susana Díaz, continua a ser o preferido entre os eleitores do PSOE para liderar o partido.

O ex-líder, que pediu a demissão no passado dia 1 de outubro na sequência de uma rebelião interna contra a sua liderança, é escolhido por 53,8% dos socialistas. A presidente andaluza recolhe apenas 34,7% das preferências. Os dados fazem parte de uma sondagem da empresa Sigma Dos realizada para o diário El Mundo.

Já os eleitores do Partido Popular, questionados sobre quem gostariam de ver a liderar o PSOE, preferem claramente Susana Díaz, que chama a si 70% das preferências, contra apenas 10% para Pedro Sánchez.

No próximo dia 14 de janeiro haverá uma reunião do Comité Federal do partido, mas, para já, continua sem haver data para a realização do próximo Congresso.

Ler mais

Exclusivos

Premium

João Gobern

País com poetas

Há muito para elogiar nos que, sem perspectivas de lucro imediato, de retorno garantido, de negócio fácil, sabem aproveitar - e reciclar - o património acumulado noutras eras. Ora, numa fase em que a Poesia se reergue, muitas vezes por vias "alternativas", de esquecimentos e atropelos, merece inteiro destaque a iniciativa da editora Valentim de Carvalho, que decidiu regressar, em edições "revistas e aumentadas", ao seu magnífico espólio de gravações de poetas. Originalmente, na colecção publicada entre 1959 e 1975, o desafio era grande - cabia aos autores a responsabilidade de dizerem as suas próprias criações, acabando por personalizá-las ainda mais, injectando sangue próprio às palavras que já antes tinham posto ao nosso dispor.