Dois esquiadores espanhóis morrem nos Pirenéus franceses

As vítimas ficaram soterradas pela neve entre duas a três horas, depois de uma avalanche

Dois esquiadores espanhóis morreram este sábado nos Pirenéus franceses depois de terem sido arrastados por uma avalanche, disseram as autoridades.

A prefeitura da região sudoeste dos Altos Pirenéus adiantou que os dois homens faziam parte de um grupo de quatro turistas espanhóis e um guia que estavam a fazer esqui numa área fora da pista em Aragnouet, perto da fronteira espanhola.

Myriel Porteous, uma responsável da prefeitura, disse à Associated Press que tinha sido aberta uma investigação para apurar o que provocou a avalanche.

A mesma fonte adiantou que duas mulheres e o guia espanhol conseguiram escapar à avalanche.

As duas vítimas ficaram soterradas pela neve durante duas a três horas antes de serem descobertas pelas equipas de salvamento, apoiadas por cães especializados em buscas, acrescentou Myriel Porteous.

Uma das vítimas morreu no local e a outra depois de ter sido transportada para o hospital.

As autoridades alertaram para um elevado risco de avalanches nos Pirenéus franceses e nos Alpes franceses.

Na sexta-feira, quatro esquiadores morreram depois de terem sido apanhados por uma avalanche nos Pirenéus franceses.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Viriato Soromenho Marques

Quem ameaça a União Europeia?

Em 2017, os gastos com a defesa nos países da União Europeia tiveram um aumento superior a 3% relativamente ao ano anterior. Mesmo em 2016, os gastos militares da UE totalizaram 200 mil milhões de euros (1,3% do PIB, ou o dobro do investimento em proteção ambiental). Em termos comparativos, e deixando de lado os EUA - que são de um outro planeta em matéria de defesa (o gasto dos EUA é superior à soma da despesa dos sete países que se lhe seguem) -, a despesa da UE em 2016 foi superior à da China (189 mil milhões de euros) e mais de três vezes a despesa da Rússia (60 mil milhões, valor, aliás, que em 2017 caiu 20%). O que significa então todo este alarido com a necessidade de aumentar o esforço na defesa europeia?