Detidos três suspeitos de prepararem ataque terrorista

O nível de ameaça terrorista no país permanece "relativamente alto", mas inalterado, mantendo-se no nível três, numa escala de cinco

Três pessoas foram detidas hoje no norte da Suécia e na área de Estocolmo por suspeitas de prepararem um atentado terrorista, informaram os serviços de inteligência suecos.

As detenções foram o resultado de uma ação coordenada dos serviços de inteligência suecos e da polícia, durante a qual outras pessoas foram detidas para serem interrogadas pelas autoridades.

"Os preparativos para o crime de que são suspeitos estão em andamento há algum tempo, mas não havia indicação de que um ataque ocorreria nos próximos dias", afirmou uma fonte dos serviços de inteligência da Suécia.

O nível de ameaça terrorista na Suécia permanece "relativamente alto", mas inalterado, mantendo-se no nível três, numa escala de cinco.

Estocolmo sofreu uma explosão de um camião-bomba na principal rua pedonal da capital sueca, em abril, na qual cinco pessoas foram morreram e mais de uma dúzia ficaram feridas.

O autor confesso do ataque foi Rakhmat Akilov, um uzbeque cujo pedido de asilo foi rejeitado e que, de acordo com as alegações na justiça, queria forçar a Suécia a deixar a coligação internacional contra o grupo extremista Estado Islâmico(IS).

Exclusivos

Premium

história

A América foi fundada também por angolanos

Faz hoje, 25 de agosto, exatos 400 anos que desembarcaram na América os primeiros negros. Eram angolanos os primeiros 20 africanos a chegar à América - a Jamestown, colónia inglesa acabada se ser fundada no que viria a ser o estado da Virgínia. O jornal The New York Times tem vindo a publicar uma série de peças jornalísticas, inseridas no Project 1619, dedicadas ao legado da escravatura nos Estados Unidos. Os 20 angolanos de Jamestown vinham num navio negreiro espanhol, a caminho das minas de prata do México; o barco foi apresado por piratas ingleses e levados para a nova Jamestown. O destino dos angolanos acabou por ser igual ao de muitos colonos ingleses: primeiro obrigados a trabalhar como contratados e, ao fim de alguns anos, livres e, por vezes, donos de plantações. Passados sete anos, em 1626, chegaram os primeiros 11 negros a Nova Iorque (então, Nova Amesterdão) - também eram angolanos. O Jornal de Angola publicou ontem um longo dossiê sobre estes acontecimentos que, a partir de uma das maiores tragédias da História moderna, a escravatura, acabaram por juntar o destino de dois países, Angola e Estados Unidos, de dois continentes distantes.