Detido jihadista que estaria a preparar ataque terrorista em Sevilha

A polícia espanhola está neste momento na residência do suspeito, na capital da Andaluzia.

A polícia espanhola e os serviços de informação marroquinos anunciaram a detenção de um jhiadista em Marrocos suspeito de estar a preparar um ataque terrorista em Sevilha, anuncia a imprensa espanhola.

O El País avança que a polícia está neste momento na residência do suspeito, na capital da Andaluzia, para perceber se existem mais indícios sobre o alegado plano terrorista. O jornal diz ainda que o governo espanhol anunciou o reforço do policiamento e controlo anti-terrorista nas várias cidades do país, como forma de garantir a segurança durante a Semana Santa.

Na semana passada o ministério do interior espanhol reforçou os dispositivos de segurança e elevou o alerta policial no combate ao terrorismo em antecipação às festividades da Semana Santa, uma quadra tradicionalmente celebrada em Espanha com grandes procissões e testemunhos de fé.

O reforço de segurança, com mais agentes das forças de segurança das diferentes cidades do país, incide especialmente nos espaços públicos e meios de transporte, para acompanhar de mais de perto os acontecimentos religiosos, como as procissões, aos quais deverão acorrer grande número de pessoas.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Opinião

Os aspirantes a populistas

O medo do populismo é tão grande que, hoje em dia, qualquer frase, ato ou omissão rapidamente são associados a este bicho-papão. E é, de facto, um bicho-papão, mas nem tudo ou todos aqueles a quem chamamos de populistas o são de facto. Pelo menos, na verdadeira aceção da palavra. Na semana em que celebramos 45 anos de democracia em Portugal, talvez seja importante separarmos o trigo do joio. E percebermos que há políticos com quem podemos concordar mais ou menos e outros que não passam de reles cópias dos principais populistas mundiais, que, num fenómeno de mimetismo - e de muito oportunismo -, procuram ocupar um espaço que acreditam estar vago entre o eleitorado português.