Descobertos no Egito destroços de três navios da Roma Antiga

Arqueólogos encontram moedas de ouro da época do imperador Octávio Augusto e um busto que terá pertencido ao general Marco António

Destroços de três navios da Roma Antiga foram descobertos na costa do Egito com moedas, vasos de cerâmica e peças de vidro, informou hoje o Governo.

Os arqueólogos encontraram três moedas de ouro da época do imperador Octávio Augusto e um busto que terá pertencido ao general Marco António.

As peças foram descobertas numa jazida submarina na baía de Abu Qir.

Segundo o presidente do Departamento Central de Antiguidades Submarinas do Egito, Osama Alnahas, existe a probabilidade de haver uma quarta embarcação, uma vez que foram encontrados restos de vasos de cerâmica que poderão ter feito parte da carga do navio.

Ler mais

Exclusivos

Premium

nuno camarneiro

Uma aldeia no centro da cidade

Os vizinhos conhecem-se pelos nomes, cultivam hortas e jardins comunitários, trocam móveis a que já não dão uso, organizam almoços, jogos de futebol e até magustos, como aconteceu no sábado passado. Não estou a descrever uma aldeia do Minho ou da Beira Baixa, tampouco uma comunidade hippie perdida na serra da Lousã, tudo isto acontece em plena Lisboa, numa rua com escadinhas que pertence ao Bairro dos Anjos.

Premium

Rui Pedro Tendinha

O João. Outra vez, o João Salaviza...

Foi neste fim de semana. Um fim de semana em que o cinema português foi notícia e ninguém reparou. Entre ex-presidentes de futebol a serem presos e desmentidos de fake news, parece que a vitória de Chuva É Cantoria na Aldeia dos Mortos, de Renée Nader Messora e João Salaviza, no Festival do Rio, e o anúncio da nomeação de Diamantino, de Daniel Schmidt e Gabriel Abrantes, nos European Film Awards, não deixou o espaço mediático curioso.