Derrotada por Guterres demite-se e vai para Banco Mundial

Kristalina Georgieva, a candidata de última hora ao cargo de secretário-geral da ONU, vai ser diretora-geral do Banco Mundial

Kristanlina Georgieva, que foi a principal derrotada na corrida ao cargo de secretário-geral da ONU, ganho por Antíonio Guterres, pediu a demissão da Comissão Europeia e vai ser diretora.-geral do banco Mundial.

A búlgara, que pedira uma licença sem vencimento da Comissão Europeia, de que era vice-presidente, pediu a demissão e vai assumir novas funções na banca a partir de janeiro.

Georgieva entrou na corrida para o lugar de Ban Ki-moon já na fase final do processo.

Ler mais

Premium

João Gobern

País com poetas

Há muito para elogiar nos que, sem perspectivas de lucro imediato, de retorno garantido, de negócio fácil, sabem aproveitar - e reciclar - o património acumulado noutras eras. Ora, numa fase em que a Poesia se reergue, muitas vezes por vias "alternativas", de esquecimentos e atropelos, merece inteiro destaque a iniciativa da editora Valentim de Carvalho, que decidiu regressar, em edições "revistas e aumentadas", ao seu magnífico espólio de gravações de poetas. Originalmente, na colecção publicada entre 1959 e 1975, o desafio era grande - cabia aos autores a responsabilidade de dizerem as suas próprias criações, acabando por personalizá-las ainda mais, injectando sangue próprio às palavras que já antes tinham posto ao nosso dispor.