Democratas querem declarações de impostos de Trump

Bancada democrata na Câmara dos Representantes apresentou pedido para serem divulgadas declarações de Donald Trump dos últimos seis anos.

Os democratas na Câmara dos Representantes exigiram formalmente ao Tesouro as declarações de impostos dos últimos seis anos do presidente dos Estados Unidos e ofereceram uma recompensa a quem lhes entregar informações sobre as finanças de Donald Trump, que é o primeiro presidente do país, desde Richard Nixon, a recusar-se a divulgar a sua situação fiscal.

Richard Neal, o líder da bancada democrata, divulgou este pedido na quarta-feira (3 de abril) defendendo que é " essencial garantir a responsabilidade do governo e dos seus representantes eleitos", segundo cita o The Guardian. "Terminámos o trabalho de campo necessário para fazer um pedido desta dimensão e tenho a certeza que estamos dentro dos legítimos direitos legais", frisou Neal. Alegou que o pedido não pretende ser um ataque político mas sim um esclarecimento.

"As minhas ações refletem uma inabalável reverência à nossa democracia e às suas instituições e não são, de forma alguma, baseadas em emoções do momento ou partidarismo", salientou o democrata, acrescentando que o Tesouro "deve cumprir com a lei Federal e responder de forma positiva ao pedido que lhes foi apresentado".

Trump tem recusado divulgar as suas declarações de imposto desde 2016 e em resposta a este pedido já afirmou que não vai ser agora que irá mudar de atitude. "Estamos sob auditoria, eu estou sempre sob auditoria", disse Trump aos repórteres na Casa Branca.

Exclusivos

Premium

Leonídio Paulo Ferreira

Nuclear: quem tem, quem deixou de ter e quem quer

Guerrilha comunista na Grécia, bloqueio soviético de Berlim Ocidental ou Guerra da Coreia são alguns dos acontecimentos possíveis para datar o início da Guerra Fria, que alguns até fazem remontar à partilha da Europa em esferas de influência por Churchill e Estaline ainda o nazismo não tinha sido derrotado. Mas talvez 29 de agosto de 1949, faz agora 70 anos, seja a melhor opção, afinal nesse dia a União Soviética fez explodir a sua primeira bomba atómica e o monopólio da arma pelos Estados Unidos desapareceu. Sim, foi o teste em Semipalatinsk que estabeleceu o tal equilíbrio do terror, primeiro atómico e depois nuclear, que obrigou as duas superpotências a desistirem de uma Guerra Quente.