CPLP analisa reformas anunciadas pela Guiné Equatorial

O Conselho de Ministros da CPLP reúne-se nesta segunda-feira na cidade da turística de Santa Maria, na ilha do Sal, em Cabo Verde. Durante o encontro serão aprovados os relatórios produzidos nos últimos dois anos pelos vários órgãos que compõem a Comunidade de Países de Língua Portuguesa.

Os ministros dos Negócios Estrangeiros da CPLP vão analisar ao detalhe cada um dos três pilares em que irá assentar a presidência rotativa da comunidade lusófona que será assumida oficialmente por Cabo Verde a partir desta terça-feira.

Durante o encontro, última fase preparatória da cimeira de chefes de Estado e de governo, será passada em revista a situação politica e social de cada um dos Estados membros...

De acordo com o ministro cabo-verdiano dos Negócios Estrangeiros, Luís Filipe Tavares, as reformas que a Guiné Equatorial tem vindo a realizar vão também ser analisadas, no sentido de se avaliar até que ponto o país tem cumprido os compromissos que assumiu aquando da sua adesão à CPLP.

À margem do Conselho de Ministros da CPLP acontece também hoje, na ilha do Sal, em Cabo Verde, a reunião ordinária do Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CONSAN-CPLP).

O Chefe do Estado português, Marcelo Rebolo de Sousa, chega hoje a Cabo Verde por volta das 19 horas locais, menos duas horas do que Lisboa.

Na Ilha do Sal,
Cabo Verde

Ler mais

Premium

João Gobern

País com poetas

Há muito para elogiar nos que, sem perspectivas de lucro imediato, de retorno garantido, de negócio fácil, sabem aproveitar - e reciclar - o património acumulado noutras eras. Ora, numa fase em que a Poesia se reergue, muitas vezes por vias "alternativas", de esquecimentos e atropelos, merece inteiro destaque a iniciativa da editora Valentim de Carvalho, que decidiu regressar, em edições "revistas e aumentadas", ao seu magnífico espólio de gravações de poetas. Originalmente, na colecção publicada entre 1959 e 1975, o desafio era grande - cabia aos autores a responsabilidade de dizerem as suas próprias criações, acabando por personalizá-las ainda mais, injectando sangue próprio às palavras que já antes tinham posto ao nosso dispor.