Coreias instalam linha telefónica entre os dois chefes de Estado

Em 2000, as duas Coreias estabeleceram uma linha telefónica direta entre os gabinetes de ambos os chefes de Estado. A linha manteve-se ativa ininterruptamente até 2008

As duas Coreias têm prevista para hoje uma reunião para acordar o estabelecimento de uma linha telefónica direta entre o presidente sul-coreano, Moon Jae-in, e o líder norte-coreano, Kim Jong-un.

Porta-vozes do gabinete presidencial da Coreia do Sul não confirmaram a hora do início do encontro nem o conteúdo detalhado da reunião que se realiza na fronteira militarizada entre os dois países, onde vai decorrer a cimeira histórica entre os dois chefes de Estado no próximo dia 27.

Seul e Pyongyang também decidiram não revelar nenhum conteúdo de outra reunião de trabalho realizada na quinta-feira sobre o protocolo e medidas de segurança durante aquela cimeira na qual Kim Jong-un se disponibilizou a discutir a possibilidade de terminar com o programa nuclear norte-coreano.

Na primeira cimeira entre as duas coreias, em 2000, em Pyongyang, entre Kim Jong-il (padre de Kim Jong-un) e o presidente sulcoreano Kim Dae-jung as duas Coreias estabeleceram uma linha telefónica direta entre os gabinetes de ambos os chefes de Estado.

A linha manteve-se ativa ininterruptamente até 2008, quando foi suspensa após a chegada ao poder de Seul do conservador Lee Myung-bak.

A reunião dos líderes da península coreana vai anteceder o encontro histórico entre Kim Trump em maio

Kim vai ser o primeiro dirigente norte-coreano a pisar solo da Coreia do Sul desde o fim da Guerra da Coreia (1950-53). As duas anteriores cimeiras, em 2000 e 2007, decorreram em Pyonyang.

A Coreia do Norte decidiu deixar este ano o isolamento diplomático após quase uma década de relações difíceis com os governos conservadores da Coreia do Sul e após um ano de 2017 especialmente marcado pelos testes de armamento do regime e a troca de ameaças com o Presidente dos Estados Unidos da América, Donald Trump.

A reunião dos líderes da península coreana vai anteceder o encontro histórico entre Kim Trump em maio.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Ricardo Paes Mamede

Legalização da canábis, um debate sóbrio 

O debate público em Portugal sobre a legalização da canábis é frequentemente tratado com displicência. Uns arrumam rapidamente o assunto como irrelevante; outros acusam os proponentes de usarem o tema como mera bandeira política. Tais atitudes fazem pouco sentido, por dois motivos. Primeiro, a discussão sobre o enquadramento legal da canábis está hoje em curso em vários pontos do mundo, não faltando bons motivos para tal. Segundo, Portugal tem bons motivos e está em boas condições para fazer esse caminho. Resta saber se há vontade.

Premium

nuno camarneiro

É Natal, é Natal

A criança puxa a mãe pela manga na direcção do corredor dos brinquedos. - Olha, mamã! Anda por aqui, anda! A mãe resiste. - Primeiro vamos ao pão, depois logo se vê... - Mas, oh, mamã! A senhora veste roupas cansadas e sapatos com gelhas e calos, as mãos são de empregada de limpeza ou operária, o rosto é um retrato de tristeza. Olho para o cesto das compras e vejo latas de atum, um quilo de arroz e dois pacotes de leite, tudo de marca branca. A menina deixa-se levar contrariada, os olhos fixados nas cores e nos brilhos que se afastam. - Depois vamos, não vamos, mamã? - Depois logo se vê, filhinha, depois logo se vê...