Coreia do Sul pondera suspender algumas sanções contra Pyongyang

Sanções surgiram na sequência do ataque ao navio Cheonan em 2010, que tirou a vida a 45 marinheiros sul-coreanos

A ministra dos Negócios Estrangeiros sul-coreana afirmou esta quarta-feira que Seul está a ponderar suspender algumas das sanções unilaterais contra Pyongyang, para fortalecer a diplomacia e contribuir para o desarmamento nuclear.

Kang Kyung-wha disse esta quarta-feira a deputados do parlamento que o Governo está "a rever" se vai suspender algumas das sanções impostas em 2010 à Coreia do Norte, na sequência do ataque ao navio Cheonan, que causou a morte de 45 marinheiros sul-coreanos.

A concretizar-se a suspensão de sanções, esta seria uma medida sobretudo simbólica, uma vez que é muito difícil para Seul retomar projetos económicos conjuntos com o Norte, devido às sanções internacionais lideradas pelos Estados Unidos.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Ricardo Paes Mamede

Foi Centeno quem fez descer os juros?

Há dias a agência de notação Standard & Poor's (S&P) subiu o rating de Portugal, levando os juros sobre a dívida pública para os níveis mais baixos de sempre. No mesmo dia, o ministro das Finanças realçava o impacto que as melhorias do rating da República têm vindo a ter nas contas públicas nacionais. A reacção rápida de Centeno teve o propósito óbvio de associar a subida do rating e a descida dos juros às opções de finanças públicas do seu governo. Será justo fazê-lo?