Coreia do Norte falha lançamento de novo míssil balístico

Coreia do Sul garante que nova tentativa de Pyongyang não teve êxito

A Coreia do Norte voltou hoje a tentar lançar, aparentemente sem êxito, um novo míssil balístico de médio alcance, em violação das resoluções da ONU, disse o Ministério da Defesa da Coreia do Sul.

Os lançamentos com a utilização de tecnologia de mísseis balísticos constituem uma infração das resoluções do Conselho de Segurança das Nações Unidas.

As tensões aumentaram na península coreana desde o quarto teste nuclear da Coreia do Norte efetuado em janeiro, seguido do lançamento de um 'rocket' de longo alcance no mês seguinte.

O Ministério da Defesa em Seul disse que o teste de míssil ocorreu hoje às 05:20 (21:20 de segunda-feira em Lisboa), ao largo da região de Wonsan, na costa leste.

A tentativa de lançamento de míssil (da Coreia do Norte)... parece ter falhado", disse um porta-voz do Ministério da Defesa sul-coreano.

O ministério não precisou o tipo de míssil, mas a agência de notícias sul-coreana Yonhap citou fontes militares, afirmando que se estimava ser míssil de médio alcance Musudan.

Em abril, a Coreia do Norte falhou três tentativas de lançamento de um Musudan, que tem um alcance estimado entre 2.500 e 4.000 quilómetros (entre 1.550 e 2.500 milhas).

Ler mais

Exclusivos

Premium

Anselmo Borges

"Likai-vos" uns aos outros

Quem nunca assistiu, num restaurante, por exemplo, a esta cena de estátuas: o pai a dedar num smartphone, a mãe a dedar noutro smartphone e cada um dos filhos pequenos a fazer o mesmo, eventualmente até a mandar mensagens uns aos outros? É nisto que estamos... Por isso, fiquei muito contente quando, há dias, num jantar em casa de um casal amigo, reparei que, à mesa, está proibido o dedar, porque aí não há telemóvel; às refeições, os miúdos adolescentes falam e contam histórias e estórias, e desabafam, e os pais riem-se com eles, e vão dizendo o que pode ser sumamente útil para a vida de todos... Se há visitas de outros miúdos, são avisados... de que ali os telemóveis ficam à distância...