Comboio mais rápido da Índia avaria um dia depois da inauguração. E a culpa é de uma vaca

Um dia depois depois da inauguração, o comboio de alta velocidade Vande Bharat Express embateu numa vaca e o sistema de travões avariou.

O primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, inaugurou o comboio de alta velocidade Vande Bharat Express sem imaginar que, no dia seguinte, a estrela da ferrovia indianda iria sofrer uma avaria. E tudo por causa de uma vaca.

"Esta é a verdadeira força da Índia. Esta é a força do Vande Bharat Express. Nos últimos quatro anos e meio, através do trabalho duro, tentamos mudar as ferrovias indianas. O Vande Bharat Express é um vislumbre desse trabalho", disse Modi ao inaugurar o comboio na quinta-feira. A expectativa do governo indiano era alta e nada fazia prever que a nova coqueluche da ferrovia fosse notícia por ter avariado logo no dia a seguir à inauguração. Mas a verdade é que avariou.

O comboio, considerado o mais rápido da Índia, regressava a Nova Deli, depois da viagem inaugural o ter levado até Varanasi, quando o sistema de travões avariou. De acordo com o Indian Today , a composição embateu numa vaca e derrapou nos carris, o que terá originado o mau funcionamento dos travões.

Segundo as autoridades, o problema surgiu após uma "derrapagem" quando o comboio embateu num animal. A imprensa indiana noticia que houve uma falha na energia e que o sistema de travões deixou de funcionar devido a um problema no motor.

A avaria obrigou o comboio mais rápido da Índia a ficar parado perto de Tundla, durante cerca de uma hora, de acordo com fontes do Indian Today, entre as quais jornalistas que estavam no comboio para a cobertura da viagem inaugural.

De fabrico indiano, o Vande Bharat Express constitui "um orgulho" do país, afirmou o ministro da Ferrovia, Piyush Goyal, durante a inauguração. O governante foi uma das personalidades que fez a viagem inaugural do comboio de alta velocidade.

Depois da avaria, o gabinete de Goyal afirmava que a falha de travões deveu-se a um "impacto externo".

O comboio de alta velocidade pode atingir 180 quilómetros por hora, tem capacidade para 1128 passageiros e fez a sua primeira viagem comercial este domingo, 17 de fevereiro. O ministro da Ferrovia anunciou que já não há bilhetes para as próximas duas semanas.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Ricardo Paes Mamede

Foi Centeno quem fez descer os juros?

Há dias a agência de notação Standard & Poor's (S&P) subiu o rating de Portugal, levando os juros sobre a dívida pública para os níveis mais baixos de sempre. No mesmo dia, o ministro das Finanças realçava o impacto que as melhorias do rating da República têm vindo a ter nas contas públicas nacionais. A reacção rápida de Centeno teve o propósito óbvio de associar a subida do rating e a descida dos juros às opções de finanças públicas do seu governo. Será justo fazê-lo?