Cinco ex-presidentes juntam-se para apoiar vítimas de furacões

Já foram angariados 31 milhões de dólares (26 milhões de euros)

Os cinco antigos Presidentes dos Estados Unidos ainda vivos juntaram-se pela primeira vez desde 2013, no sábado, num concerto para angariar dinheiro para as vítimas dos furacões no Texas, Florida, Porto Rico e nas Ilhas Virgens norte-americanas.

Os democratas Barack Obama, Bill Clinton e Jimmy Carter e os republicanos George H.W. e George W. Bush juntaram-se em palco em College Station, Texas, onde fica a Texas A&M University, apelando à união do país após as tempestades.

A Texas A&M University acolhe a biblioteca presidencial do Bush mais velho. Com 93 anos, o antigo Presidente, que sofre de Parkinson, surgiu de cadeira de rodas.

Desde que foi lançado o apelo, apoiado pelos antigos chefes de Estado, a 07 de setembro, já foram angariados 31 milhões de dólares (26 milhões de euros), segundo Jim McGrath, porta-voz de George H.W. Bush.

Mais cedo, no sábado, o Presidente Donald Trump gravou um vídeo a apoiar a iniciativa: "Este maravilhoso esforço lembra-nos que somos, de facto, uma nação sob [o olhar de] Deus, unidos pelos nossos valores e devoção pelo outro".

A última vez que os cinco estiveram juntos foi em 2013, quando Obama era Presidente, na inauguração da biblioteca presidencial de George W. Bush, em Dallas.

Não é a primeira vez que ex-presidentes se juntam para angariar dinheiro após cenários de desastre. George H.W. Bush e Bill Clinton juntaram forças após o tsunami de 2004 no sudeste asiático e após o furacão Katrina, no ano seguinte. Clinton e George W. Bush também apelaram a doações após o sismo no Haiti, em 2011.

O furacão Harvey atingiu o Texas, em categoria 4, a 25 de agosto, gerando inundações históricas em Houston e matando mais de 80 pessoas. Pouco tempo depois, os cinco ex-presidentes surgiram juntos num anúncio a incentivar a angariação de fundos, conhecido como "One America Appeal".

O furacão Irma atingiu depois a Florida e o furacão Maria devastou Porto Rico -- ambos afetaram as Ilhas Virgens dos Estados Unidos.

Ler mais

Premium

Anselmo Borges

"Likai-vos" uns aos outros

Quem nunca assistiu, num restaurante, por exemplo, a esta cena de estátuas: o pai a dedar num smartphone, a mãe a dedar noutro smartphone e cada um dos filhos pequenos a fazer o mesmo, eventualmente até a mandar mensagens uns aos outros? É nisto que estamos... Por isso, fiquei muito contente quando, há dias, num jantar em casa de um casal amigo, reparei que, à mesa, está proibido o dedar, porque aí não há telemóvel; às refeições, os miúdos adolescentes falam e contam histórias e estórias, e desabafam, e os pais riem-se com eles, e vão dizendo o que pode ser sumamente útil para a vida de todos... Se há visitas de outros miúdos, são avisados... de que ali os telemóveis ficam à distância...