Cidade italiana multa prostitutas por usarem... roupas sexy

Medida visa travar aumento da prostituição.

Prostitutas que usem roupas e tenham comportamentos provocantes poderão ser multadas até 500 euros em Salerno, no sul de Itália. O autarca local quer, com esta medida, travar a prostituição nas ruas da cidade, que tem vindo a aumentar nos últimos tempos.

"Infelizmente, não podemos multar ninguém pela intenção de se prostituir - o que torna difícil contrariar este fenómeno", afirmou um porta-voz do município ao jornal italiano em língua inglesa The Local. "Assim, estamos a encorajar a polícia a multar prostitutas indiscretas por violação de decoro urbano", acrescentou.

O presidente de Salerno, Enzo Napoli espera que obrigando as prostitutas a taparem-se mais estas se tornem menos atraentes para os potenciais clientes e mais discretas para os turistas.

"O recente aumento da prostituição acontece numa altura em que esperamos o maior fluxo de turistas, pelo que é importante que façamos alguma coisa para proteger a reputação da nossa cidade", disse o porta-voz.

Em Itália, a prostituição não é ilegal, ao contrário do lenocínio, solicitação e bordéis, pelo que travar a prostituição de rua é uma dificuldade para as autoridades.

Outras cidades italianas implementaram já medidas no mesmo sentido. Em Roma, por exemplo, segundo o The Local, existem zonas da cidade onde as prostitutas podem trabalhar sem receio de intervenções policiais.

Exclusivos