CEO da Google: ataque à sede do You Tube é um "horrífico ato de violência"

Sundar Pichai partilhou um comunicado no Twitter após o tiroteio

O ataque à sede do YouTube em San Bruno, na Califórnia, foi descrito pelo CEO da Google, Sundar Pichai, como um "horrífico ato de violência" e "uma tragédia inimaginável". Pichai prometeu, através de um comunicado partilhado no Twitter, continuar a dar apoio "a toda a gente da nossa família Google".

A nota foi enviada para os colaboradores da empresa mas o CEO da Google decidiu torná-la pública.

Najafi Aghdam, uma mulher de 39 anos, foi a autora dos disparos que feriram três pessoas na sede do YouTube, esta terça-feira. O pai de Nasim Aghdam avisou a polícia que a filha, que se suicidou após o tiroteio, poderia estar a dirigir-se ao local porque "odiava" a empresa.

A mulher tinha vários canais na plataforma a alegadamente estava insatisfeita com as políticas da plataforma de vídeos da Google.

Ler mais

Exclusivos