Casa Branca enganou-se a escrever Theresa May. Ficou o nome de uma atriz porno

Gafe já se tornou de várias formas viral nas redes sociais

A Casa Branca escreveu mal o nome da primeira-ministra britânica Theresa May. O erro, já por si mau, ficou ainda pior porque logo várias pessoas associaram o nome atribuído à primeira-ministra pela administração americana ao da modelo e atriz pornográfica, também britânica, Teresa May. A falta da letra "H", que aparece no nome da primeira, mas não da segunda, foi o suficiente para causar um reboliço nas redes sociais.

O erro foi cometido - repetido três vezes - num comunicado emitido pela Casa Branca que dava conta dos eventos do dia. "Durante a tarde, o Presidente vai participar numa reunião bilateral com a Primeira-Ministra do Reino Unido, Teresa May", dizia o comunicado.

Nem Theresa May nem a administração do Reino Unido comentaram este lapso, mas a atriz Teresa May mostrou-se aborrecida pelo sucedido nas redes sociais.

"Por causa de idiotas que não sabem a diferença entre mim e a primeira-ministra Theresa May a minha conta foi bloqueada", escreveu a atriz no Twitter esta tarde.

Noutra publicação, Teresa May ameaçou bloquear qualquer pessoa que, por qualquer motivo, lhe enviasse uma mensagem direcionada à primeira-ministra. A modelo diz estar cansada dos enganos frequentes e afirma que não se interessa por política.

O pesadelo de Teresa May começou quando Theresa May se tornou primeira-ministra do Reino Unido. Na altura, a atriz ainda ridicularizou a situação.

"Acho muito engraçado a quantidade de pessoas que pensam que eu sou a Primeira-Ministra Theresa May. Apenas mostra o quanto algumas pessoas são ignorantes", escreveu a modelo na altura.

Nas redes sociais, algumas pessoas se aproveitam do engano da Casa Branca para brincar com a situação.

"Se a Casa Branca tem escrito o nome dela mal, isso explica porque Trump estava tão ansioso por ver Teresa May", diz um utilizador.

Outros comparam apenas as fotografias das duas mulheres.

Theresa May foi a primeira líder de Estado a encontrar-se com Donald Trump desde que este foi eleito presidente dos Estados Unidos.

Ler mais

Exclusivos