Bruxelas quer programa de vacinação comum até 2020

O executivo comunitário apresentou um conjunto de recomendações sobre o reforço da cooperação no combate a doenças que podem ser prevenidas com vacinas

A Comissão Europeia recomendou esta quinta-feira o desenvolvimento de planos nacionais ou regionais de vacinação, com uma meta comum de cobertura de 95%, contra o sarampo e a criação, até 2020, de um programa de vacinas comum na União Europeia (UE).

O executivo comunitário apresentou um conjunto de 20 recomendações sobre o reforço da cooperação na UE no combate a doenças que podem ser evitadas pela vacinação, incluindo o desenvolvimento e aplicação de planos de vacinação a nível nacional e/ou regional até 2020 e uma meta mínima de cobertura da vacinação contra o sarampo de 95%.

A proposta inclui também a possibilidade de ser desenvolvido um cartão de vacinação comum na UE, que pode ser partilhado por via eletrónica, e o estabelecimento de um sistema europeu de partilha de informações para recolher conhecimentos e desenvolver orientações para um programa central de vacinação até 2020, com doses e idades que os Estados-membros da UE concordem que são comuns a todos os países.

Bruxelas propõe ainda a introdução de controlos de rotina do estatuto vacinal e oportunidades regulares de vacinação em diferentes fases da vida, por exemplo, nas escolas e nos locais de trabalho.

A Comissão Europeia quer ainda que seja criado um portal europeu de informações sobre a vacinação até 2019, para fornecer elementos de prova objetivos, transparentes e atualizados sobre os benefícios e a segurança das vacinas.

De acordo com os dados mais recentes recolhidos pelo Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças, os casos de sarampo continuam a aumentar em alguns países da UE, nomeadamente em Portugal, e do Espaço Económico Europeu.

No período de 12 meses, entre 1 de março de 2017 e 28 de fevereiro de 2018, foram comunicados 14.813 casos de sarampo através do Sistema Europeu de Vigilância.

Destes casos, em que o estatuto de vacinação era conhecido, 86% não tinham sido vacinados.

Além disso, o Centro Europeu estima que pelo menos 40 mil pessoas morrem anualmente de gripe, em parte devido à baixa cobertura vacinal.

Ler mais

Exclusivos

Premium

educação

O que há de fascinante na Matemática que os fez segui-la

Para Henrique e Rafael, os números chegaram antes das letras e, por isso, decidiram que era Matemática que seguiriam na universidade, como alunos do Instituto Superior Técnico de Lisboa. No dia em que milhares de alunos realizam o exame de Matemática A, estes jovens mostram como uma área com tão fracos resultados escolares pode, afinal, ser entusiasmante.