: Líder parlamentar escocês expulso da Câmara dos Comuns

Restantes deputados do Partido Nacionalista Escocês (SNP) abandonaram em solidariedade

O líder do grupo parlamentar do Partido Nacionalista Escocês (SNP), Ian Blackford, foi hoje expulso do parlamento britânico, por recusar uma decisão do líder da Câmara dos Comuns sobre um debate de urgência sobre o Brexit.

Blackford usou a intervenção durante a sessão semanal de perguntas à primeira-ministra, Theresa May, para pedir que fosse feito um debate sobre o Brexit sem assistência do público, o que implicaria uma votação.

O líder ('speaker') da Câmara dos Comuns, John Bercow, aceitou o pedido, mas determinou que a votação fosse no final da sessão.

O escocês acusa o governo de estar a "açambarcar poderes" e em áreas como a pesca, agricultura, ambiente ou segurança alimentar, pondo em causa a soberania escocesa

Porém, o político escocês opôs-se, recusando sentar-se de novo, o que levou Bercow invocar o regulamento parlamentar para ordenar a saída de Blackford pelo resto do dia, o que resultou no abandono dos restantes deputados do SNP em solidariedade.

O deputado dos nacionalistas escoceses adotou esta posição como protesto sobre a forma como a legislação para o Brexit está a afetar a Escócia.

O SNP é contra a intenção de o governo britânico manter poderes atualmente sob o controlo de Bruxelas em algumas áreas que são normalmente da responsabilidade das regiões autónomas, como a Escócia, para poder regular o país a nível nacional.

O escocês acusa o governo de estar a "açambarcar poderes" e em áreas como a pesca, agricultura, ambiente ou segurança alimentar, pondo em causa a soberania escocesa.

O partido nacionalista quer ter voz nas decisões relacionadas com estas questões, enquanto o governo quer ter a palavra final.

O SNP queixa-se também de que as alterações à Lei da União Europeia (Saída), que transfere toda a legislação da UE para o direito britânico, relacionadas com a Escócia, tiveram pouco tempo para debate na terça-feira, na Câmara dos Comuns.

"É um escândalo democrático. Eu pedi à primeira-ministra para apresentar legislação de emergência para podermos conduzir um debate adequado, com respeito, sobre os poderes do parlamento escocês", disse Blackford, no final, à BBC.

Relacionadas

Brand Story

Mais popular

  • no dn.pt
  • Mundo
Pub
Pub