Juncker quer começar a preparar textos legislativos sobre 'divórcio'

O líder do executivo comunitário afirmou que "estamos prontos para trabalhar, mas temos de ter primeiro propostas concretas do Reino Unido"

O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, defendeu hoje, em Estrasburgo, que se comecem a preparar os textos legislativos de modo a organizar a saída do Reino Unido do bloco europeu e as futuras relações entre ambos.

"Chegou a altura de traduzir os discursos em tratados, os compromissos em acordos, as vastas sugestões e desejos sobre a futura relação em soluções realizáveis", disse Juncker, em mais um debate sobre o 'Brexit' na sessão plenária do Parlamento Europeu (PE).

O líder do executivo comunitário pediu, a pouco mais de um ano da data escolhida pelo Reino Unido para a saída da UE -- 29 de março de 2019 - "maior clareza" a Londres, nomeadamente sobre o modo de evitar o regresso de uma fronteira física entre a Irlanda e o território britânico da Irlanda do Norte (Ulster), sublinhando que está é "uma questão europeia".

"Estamos prontos para trabalhar, mas temos de ter primeiro propostas concretas do Reino Unido", salientou.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Daniel Deusdado

Começar pelas portagens no centro nas cidades

É fácil falar a favor dos "pobres", difícil é mudar os nossos hábitos. Os cidadãos das grandes cidades têm na mão ferramentas simples para mudar este sistema, mas não as usam. Vejamos a seguinte conta: cada euro que um português coloca num transporte público vale por dois. Esse euro diminui o astronómico défice das empresas de transporte público. Esse mesmo euro fica em Portugal e não vai direto para a Arábia Saudita, Rússia ou outro produtor de petróleo - quase todos eles cleptodemocracias.

Premium

Brexit

"Não penso que Theresa May seja uma mulher muito confiável"

O diretor do gabinete em Bruxelas do think tank Open Europe afirma ao DN que a União Europeia não deve fechar a porta das negociações com o Reino Unido, mas considera que, para tal, Theresa May precisa de ser "mais clara". Vê a possibilidade de travar o Brexit como algo muito remoto, de "hipóteses muito reduzidas", dependente de muitos fatores difíceis de conjugar.