Bomba em restaurante faz pelo menos 15 feridos em Toronto

Três pessoas ficaram feridas com gravidade depois de dois indivíduos terem feito explodir um engenho no interior de um restaurante indiano

Pelo menos 15 pessoas ficaram feridas, três das quais com gravidade, depois de dois desconhecidos terem deflagrado uma bomba dentro de um restaurante indiano nas imediações de Toronto, no Canadá, informaram esta sexta-feira as autoridades.

O restaurante no qual explodiu a bomba na noite de quinta-feira está situado na cidade de Mississauga, na região de Peel, Ontário.

A polícia regional de Peel informou que os sujeitos entraram no restaurante pelas 22:30 de quinta-feira (03:30 em Lisboa) e "detonaram um artefacto explosivo improvisado", antes de se fugirem.

Uma imagem das câmaras de segurança distribuída pela polícia, através da rede Twitter, mostrava os dois sujeitos encapuzados e com o corpo totalmente tapado a entrarem no restaurante.

Os 15 feridos foram transportados para hospitais, de acordo com o Serviço Paramédico Regional de Peel.

Três feridos graves foram transportados para centros de traumatologia, indicaram as autoridades.

Exclusivos

Premium

história

A América foi fundada também por angolanos

Faz hoje, 25 de agosto, exatos 400 anos que desembarcaram na América os primeiros negros. Eram angolanos os primeiros 20 africanos a chegar à América - a Jamestown, colónia inglesa acabada se ser fundada no que viria a ser o estado da Virgínia. O jornal The New York Times tem vindo a publicar uma série de peças jornalísticas, inseridas no Project 1619, dedicadas ao legado da escravatura nos Estados Unidos. Os 20 angolanos de Jamestown vinham num navio negreiro espanhol, a caminho das minas de prata do México; o barco foi apresado por piratas ingleses e levados para a nova Jamestown. O destino dos angolanos acabou por ser igual ao de muitos colonos ingleses: primeiro obrigados a trabalhar como contratados e, ao fim de alguns anos, livres e, por vezes, donos de plantações. Passados sete anos, em 1626, chegaram os primeiros 11 negros a Nova Iorque (então, Nova Amesterdão) - também eram angolanos. O Jornal de Angola publicou ontem um longo dossiê sobre estes acontecimentos que, a partir de uma das maiores tragédias da História moderna, a escravatura, acabaram por juntar o destino de dois países, Angola e Estados Unidos, de dois continentes distantes.