Bomba da II Guerra Mundial leva a evacuação do centro de Berlim

A polícia alemã vai evacuar uma zona do centro de Berlim na sexta-feira, após ter sido encontrada uma bomba da II Guerra Mundial na estação central Hauptbahnhof

Uma bomba por explodir da II Guerra Mundial foi encontrada durante obras na estação ferroviária central de Hauptbahnhof, em Berlim. Apesar de não representar "perigo imediato", as autoridades vão evacuar a zona na sexta-feira por precaução.

A bomba pesa 1.500 quilos e vai ser removida e desativada numa operação "que será demorada e difícil", admite a polícia alemã, citada pelo site The Local .

Os trabalhos começam a partir das 09:00 (10:00 em Portugal) de sexta-feira e a polícia apela para que a população siga as instruções das autoridades.

Todos os edifícios num raio de 800 metros em volta da estação têm de ser evacuados durante a manhã, por precaução, precisou a polícia no Twitter. Entre outros edifícios, vão ser evacuados a gare, os ministérios da Economia e dos Transportes, um hospital militar e embaixadas, segundo um porta-voz da polícia.

O número de pessoas afetadas não foi divulgado.

Mais de 70 anos depois do fim da II Guerra Mundial continua a ser frequente a descoberta de bombas não detonadas quando são feitas obras, muitas das quais obrigam à evacuação de edifícios próximos.

Ler mais

Exclusivos

Ricardo Paes Mamede

DN+ Queremos mesmo pagar às pessoas para se reproduzirem?

De acordo com os dados do Banco Mundial, Portugal apresentava em 2016 a sexta taxa de fertilidade mais baixa do mundo. As previsões do INE apontam para que a população do país se reduza em mais de 2,5 milhões de habitantes até 2080, caso as tendências recentes se mantenham. Segundo os dados da OCDE, entre os países com economias mais avançadas Portugal é dos que gastam menos com políticas de apoio à família. Face a estes dados, a conclusão parece óbvia: é preciso que o Estado dê mais incentivos financeiros aos portugueses em idade reprodutiva para que tenham mais filhos.