Bispo chileno resigna após comentários sobre ausência de mulheres na Última Ceia

Carlos Irarrazaval ocupou o cargo apenas durante um mês.

Carlos Eugenio Irarrazaval, um bispo auxiliar chileno, nomeado pelo Papa Francisco há cerca de um mês, resignou ao seu cargo por ter feito alguns comentários controversos a propósito da ausência de mulheres na Última Ceia de Cristo.

A arquidiocese de Santiago não explicou o motivo da resignação do bispo mas, num comunicado, afirma que o Papa aceitou a saída de Irarrazaval "em nome da unidade e para o bem da Igreja".

Carlos Irarrazaval foi nomeado pelo Papa num esforço para recuperar a credibilidade da Igreja após os escândalos ligados a vários casos de abusos sexuais. Mas numa primeira entrevista, em maio, afirmou que "temos que respeitar" o facto de não haver mulheres sentadas à mesa da Última Ceia: "Jesus Cristo tomou decisões e elas não eram ideológicas... e nós queremos ser fieis a Jesus Cristo", portanto, esse é o motivo pelo qual as mulheres não têm um papel mais importante na Igreja. Talvez as mulheres "gostem de estar nos bastidores", disse.

De acordo com a Bíblia, a Última Ceia foi a última refeição de Jesus com os seus discípulos antes de ser crucificado.

De acordo com a arquidiocese, Carlos Irarrazaval vai retomar a sua função como padre em Santiago.

Exclusivos